‘Queime’: 15 presos depois que manifestantes de Portland atearam fogo perto da delegacia – Nacional

‘Queime’: 15 presos depois que manifestantes de Portland atearam fogo perto da delegacia – Nacional

7 de September de 2020 0 By Portal de Campo Grande
Avalie!
[Total: 0 Média: 0]

Um incêndio começou fora de uma delegacia de polícia no lado norte de Portland resultou em cerca de 15 prisões durante os protestos de domingo à noite até segunda-feira de manhã, disse a polícia.

Manifestantes protestando contra a brutalidade policial começaram a marchar por volta das 21h de domingo e pararam no Centro de Polícia Comunitária do Distrito Norte, local de vários protestos voláteis nos últimos meses.

As autoridades alertaram os manifestantes contra a entrada na propriedade da delegacia, dizendo que eles estariam invadindo e sujeitos a prisão.

Consulte Mais informação:

Protestos em Portland declararam tumulto enquanto as manifestações continuam pelo 100º dia consecutivo

Pouco depois de chegar, a multidão começou a gritar, entre outras coisas, “queime-o”, disse a polícia em um comunicado. Alguns do grupo incendiaram um colchão pouco depois das 22h00

“Como não era uma ameaça imediata à segurança da vida ou às estruturas, os policiais ficaram para trás e não se envolveram”, disse a polícia. “Outro colchão foi adicionado ao fogo, assim como alguns destroços do quintal. O fogo maior começou a enviar brasas para o ar. ”

A história continua abaixo do anúncio

Como o condado de Multnomah tem uma proibição de queima em vigor devido às condições extremamente secas, os bombeiros vieram para extinguir o incêndio.

Os manifestantes foram para o outro lado do prédio e bloquearam algumas ruas até serem dispersos pela polícia. A maioria dos manifestantes foi embora por volta da 1h da segunda-feira.






‘Eu entendo que eles estão cansados, mas ao mesmo tempo, estamos cansados ​​de você matar pessoas negras’: Portland manifestante


‘Eu entendo que eles estão cansados, mas ao mesmo tempo, estamos cansados ​​de você matar pessoas negras’: Portland manifestante

“Os policiais descobriram que um dos presos estava com uma jarra de vidro cheia de líquido inflamável”, disse a polícia. “Outro tinha uma garrafa contendo um acelerador e uma arma de ataque conhecida como tiro de lança. Outro ainda tinha uma arma de controle eletrônico (“arma de choque”) e um bastão. Dois presos usavam coletes balísticos, incluindo um, marcado com a palavra “imprensa”, com placas de rifle. ”

A maioria dos presos era de Portland. Outros eram de São Francisco; Sacramento, Califórnia; Mesa, Arizona; e dois de Vancouver, Washington.

As acusações incluíam interferir com um policial, resistir à prisão, queimar imprudente e posse de um dispositivo destrutivo.

A história continua abaixo do anúncio

Consulte Mais informação:

Portland atirando em suspeito morto pela polícia no estado de Washington: autoridades

No sábado, centenas de pessoas se reuniram para comícios e marchas.

Coquetéis molotov jogados na rua durante uma marcha provocou um grande incêndio e levou a polícia a declarar um motim. A polícia confirmou que gás lacrimogêneo foi utilizado para se defender e disse que 59 pessoas foram presas, com idades entre 15 e 50 anos.

As manifestações em Portland começaram no final de maio, após a morte de George Floyd pela polícia em Minneapolis.

© 2020 The Canadian Press