O representante de Leonard Cohen disse que o espólio recusou o uso de ‘Aleluia’ na RNC

O representante de Leonard Cohen disse que o espólio recusou o uso de ‘Aleluia’ na RNC

29 de August de 2020 0 By Portal de Campo Grande
Avalie!
[Total: 0 Média: 0]

Representantes do espólio de Leonard Cohen dizem que estão considerando uma ação legal depois que a canção icônica do cantor, “Hallelujah”, apareceu durante a Convenção Nacional Republicana desta semana.

Michelle Rice, uma advogada do espólio de Cohen, diz que o Partido Republicano fez uma “tentativa descarada de politizar e explorar” o trabalho do cantor e compositor de Montreal, apesar de ter sido explicitamente informado de que não tinha permissão.

Consulte Mais informação:

Neil Young processa campanha de Donald Trump pelo uso de sua música

As capas de “Hallelujah” apareceram duas vezes durante o evento televisionado na noite de quinta-feira, gerando raiva nos fãs de Cohen nas redes sociais.

Uma gravação da faixa, interpretada pela cantora Tori Kelly, tocou durante a exibição de fogos de artifício após o discurso de aceitação de Trump para a indicação republicana. O tenor americano Christopher Macchio cantou uma versão operística ao vivo da Casa Branca pouco depois.

A história continua abaixo do anúncio

Não é a primeira vez que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, enfrenta questões jurídicas sobre o uso não autorizado de música popular durante seus eventos políticos.






Neil Young escreve uma carta aberta a Trump depois que o presidente dos EUA continua a usar sua música


Neil Young escreve uma carta aberta a Trump depois que o presidente dos EUA continua a usar sua música

Neil Young processou recentemente a campanha de Trump em um tribunal dos Estados Unidos depois que vários pedidos para parar de tocar suas músicas em comícios foram ignorados.

Rice disse que o espólio de Cohen ficou “surpreso e consternado” com a recente reviravolta dos acontecimentos, mas sugeriu que eles podem ter concedido permissão ao RNC para usar outra canção do cantor – sua vencedora do Grammy “You Want it Darker”.

© 2020 The Canadian Press