Mais de 250.000 pessoas morreram de coronavírus em toda a América Latina – Nacional

Mais de 250.000 pessoas morreram de coronavírus em toda a América Latina – Nacional

20 de August de 2020 0 By Portal de Campo Grande
Avalie!
[Total: 0 Média: 0]

O número de mortes por COVID-19 relatadas na América Latina ultrapassou 250.000 na quinta-feira, quando o vírus atinge a região que se tornou a mais atingida do mundo.

O marco sombrio foi ultrapassado quando o Brasil relatou 1.204 mortes pelo novo coronavírus nas últimas 24 horas, de acordo com o ministério da saúde.

Consulte Mais informação:

Casos de coronavírus chegam a 6 milhões na América Latina, região mais atingida pela pandemia

Na semana passada, a região registrou mais de 3.000 mortes por dia. De acordo com uma contagem da Reuters, o número de casos diários continua aumentando no Peru, Colômbia e Argentina.

O Brasil está lutando contra o segundo maior surto do mundo, atrás apenas dos Estados Unidos, com o vírus matando mais de 112.000 pessoas na maior nação da América Latina.

A história continua abaixo do anúncio






Coronavírus: Presidente brasileiro cumprimenta apoiadores após teste negativo para COVID-19


Coronavírus: Presidente brasileiro cumprimenta apoiadores após teste negativo para COVID-19

O continente tem uma população de mais de 646 milhões de acordo com o Banco Mundial, em comparação com os 330 milhões nos Estados Unidos, que registrou mais de 173.000 novas mortes por coronavírus, de acordo com a contagem da Reuters.

[ Sign up for our Health IQ newsletter for the latest coronavirus updates ]

O México, que tem o terceiro maior número de mortes no mundo, relatou na quinta-feira 6.775 novos casos confirmados de coronavírus e 625 mortes adicionais, elevando o total para 543.806 casos e 59.106 mortes.

O presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, recebeu duras críticas de especialistas em saúde por ter lidado com a crise. Ele minimizou a gravidade do vírus, descartou a necessidade de distanciamento social e pediu a reabertura das empresas.

Consulte Mais informação:

‘Lamento todas as mortes’, disse Bolsonaro, do Brasil, enquanto mais de 100.000 morrem de coronavírus

Há, no entanto, pequenos sinais de que o pior pode ter passado para o atual surto no Brasil, com o Ministério da Saúde dizendo na quarta-feira que a disseminação do coronavírus pode estar prestes a diminuir.

A história continua abaixo do anúncio

A vizinha Argentina registrou um recorde diário de 8.225 casos confirmados de COVID-19 na quinta-feira, enquanto luta para desacelerar a disseminação do vírus após aliviar as restrições de bloqueio. O país agora tem um total de 320.884 casos e 6.517 mortes, mostram dados do ministério da saúde.

(Reportagem de Pedro Fonseca e Javier López de Lérida; Escrita de Stephen Eisenhammer e Anthony Esposito; Edição de Aurora Ellis e Grant McCool)

Ver link »