Coronavírus: México testará 2.000 doses da vacina russa ‘Sputnik’ – Nacional

Coronavírus: México testará 2.000 doses da vacina russa ‘Sputnik’ – Nacional

21 de August de 2020 0 By Portal de Campo Grande
Avalie!
[Total: 0 Média: 0]

O México receberá pelo menos 2.000 doses da potencial vacina russa COVID-19, apelidada de ‘Sputnik V’, para testar entre sua população, disse um alto funcionário do governo mexicano na quinta-feira.

“O México recebeu pelo menos 2.000 doses da vacina para fazer seu protocolo e começar a testá-la no México, o que é uma notícia muito boa porque, mais uma vez, ganhamos tempo”, disse o chanceler mexicano, Marcelo Ebrard.

Consulte Mais informação:

‘Nacionalismo vacinal’ tornará a pandemia de coronavírus pior, diz a OMS

Na quarta-feira, o governo mexicano disse a Moscou que gostaria de realizar os testes de fase 3 da vacina, como parte dos esforços do país latino-americano para garantir o fornecimento antecipado de um medicamento eficaz para controlar a pandemia do coronavírus.

Os testes em massa da vacina russa COVID-19 para obter a aprovação regulatória nacional envolverão mais de 40.000 pessoas e serão supervisionados por um corpo de pesquisa estrangeiro quando começar na próxima semana, disseram os apoiadores do projeto na quinta-feira.

A história continua abaixo do anúncio

A vacina foi apelidada de “Sputnik V” em homenagem ao primeiro satélite do mundo lançado pela União Soviética.






Coronavírus: Dr. Fauci diz que a vacina COVID-19 não deve ser obrigatória


Coronavírus: Dr. Fauci diz que a vacina COVID-19 não deve ser obrigatória

O governo do presidente Andres Manuel Lopez Obrador pretende ter uma vacina eficaz o mais rápido possível no México.

Seu governo já concordou em ajudar a fabricar uma vacina candidata que está sendo desenvolvida pela britânica AstraZeneca e pela Oxford University para abastecer o mercado latino-americano.

Também se prepara para realizar testes em estágio final para a empresa norte-americana Johnson & Johnson e duas empresas chinesas.

O México registrou 537.031 casos conhecidos de coronavírus e 58.481 mortes, a terceira maior contagem de mortes no mundo.

Ver link »